A nova adaptação do anime Death Note

agosto 31, 2017


Compartilhe esse artigo com os amigos:

Death Note. Um anime que gerou fãs pelo mundo.Uma ideia muito bem construída. Quando se falou em fazer uma adaptação ouve a preocupação. Isso pela fato de ter mais adaptações ruins do que boas. Temos exemplos de animes que foram adaptados que sinceramente não se sabe o que eles estavam tentando fazer.

Dragon Ball é uma dessa adaptações. O Filme sobre o anime é tão ruim que os fãs não gostam de lembrar que ela existe. Muitos até a considera ofensiva, já que não a nenhuma conexão com a historia. A Netflix se tornou sinônimo de boas adaptações, com séries como Luke Cage , Demolidor, e por aí vai.

Quando se anunciou que a mesma faria a adaptação de Death Note, houve uma movimentação imensa e esperançosa de fãs que acreditava poder ver, pela primeira vez uma boa transformação de animes para as telas.

Então? será que Death Note da Netflix é bom? Vamos fazer algumas considerações e ver o que o filme tem de positivo e negativo.

Death Note – O mangá

Essa adaptação foi tirada do manga que tem o mesmo nome de Tsugumi Ohba, um mangaká japonês. O anime do ano de 2006.

O anime é unanimidade entre os fãs, inclusive eu, já que a historia é muito bem contada e construída. É cheia de personagens cativantes e com uma historia única. Tem um final que surpreendeu a muitos e que foi considerado um final perfeito para o mangá e anime.

A historia segue o protagonista nada comum, Light Yagami. Ligth  é um estudante entediado de 17 anos, extremamente inteligente. Quando ele encontra o Death Note, caído no mundo humano pelo shinigami Ryuk, ele decide usar para matar todos os criminosos e por suas ações ganhou o título de Kira. Seu objetivo é “limpar” o mundo do mal para criar um mundo sem criminalidade e então se tornar o “deus do novo mundo.

 O Death Note é um caderno, normalmente de capa preta, e que tem seu nome escrito na parte frontal dele. Esse caderno tem a capacidade de matar qualquer pessoa apenas se os nomes destas pessoas forem escritos nele, enquanto o portador visualizar mentalmente o rosto de quem quer assassinar. Normalmente os nomes das pessoas que são escritos no caderno morrem de um ataque cardíaco depois de quarenta segundos, a menos que se especifique a causa da morte antes de seis minutos.

Personagens secundários

A historia também coloca outros personagens como, Misa Amane, outra portadora de um Death Note. L, um detetive totalmente esquisito e genial que caça o Kira (Ligth Yagami). Temos também um dos personagens mais marcantes de todo anime/mangá, Ryuk, um shinigame  totalmente fora de contexto, que não da mínima pra nada e faz questão de observar o usuário do caderno com o único propósito de se divertir.

Esse personagens conduzem a trama de maneira perfeita e se conectam. Cada problema é resolvido, e cada ponta solta é conectada.  A relação entre eles é muito bem construída, e mesmo sendo apenas uma animação, você entende cada personagem.

Death Note – O filme (2017)

O filme começa bem. O problema é o que eles tentaram fazer com todos os personagens principais. Todos tiveram suas personalidades mudadas, para pior, diga-se de passagem, mas que por assim dizer torna-los mais plausíveis. O que na minha opinião não faz o menor sentido.

Ligth Yagami (Nat Wolff)

A começar por ele, o protagonista. O que fizeram com ele? Sério não sei.  De acordo com muitas criticas, tentaram tornar ele mais comum, para que mais pessoas se identifiquem com ele. Sinceramente esse motivo não justifica, já que o anime mostra alguém que é acima da media e não liga para o resto do mundo. O que os fãs gosto nele, e falo também por mim é essa indiferença, o que o torna imponente e determinado.

O Light do filme não passa essa ideia. É só um gênio que tira proveito da sua inteligência para ganhar dinheiro. Ele acha o caderno, mas o que colocam como justificativa e como ele usa a primeira vez é completamente aleatório e sem sentido, pra não dizer forçado.

 

À esquerda temos o L e à direita o Ligth.

L (Lakeith Stanfield)

Outro personagem decepcionante é o L, não em questão de aparência e sim de personalidade. Ele finge ser inteligente, mas não tem a menor noção do que está fazendo. Parece esta perdido em cena e só está na história para ter alguém ” capaz” de parar o kira. Foi a impressão que me passou.

Não é nem de longe um bom personagem. Completamente instável, bobo e fora de contexto. Não convence e nenhum momento você torce para que ele para o Kira.

Mia ( Margaret Qualley)

Essa foi muito mal construída. Ela não tem qualquer propósito no filme que não seja esta ali por que existe no anime. Perdida na história, não a menor química entre o protagonista e ela,. Poderia facilmente não esta nessa adaptação.

Ryuk ( Willem Dafoe)

O que fizeram com o deus da morte foi o pior. Deram a ele outra personalidade. Totalmente sádico. Enquanto o esse personagem no anime esta alai para assistir o que o personagem vai fazer, esse esta para ver as pessoas morrerem. Fica o tempo todo repetido isso e só existe para dar a explicação de onde  vem o caderno.

Sobre a história

O filme tem uma historia. Não uma boa, mas tem. Tem excelente efeitos visuais, bom cenários, e trabalha bem o mundo que construiu. Apresenta o anime, chama atenção para a historia. É um bom filme, mas não uma boa adaptação.

O filme é bem curto, e se perde no meio e tenta consertar tudo no final. O final é decepcionante , mas da mesma forma que o filme também é. Não da pra entender qual o propósito de fazer um filme tão fora da historia original, qual o publico que eles queriam atingir. Mas foi uma boa tentativa por parte da Netflix.

Não chega a ser uma ofensa, mas é frustrante para quem é fãs da história original e esperava muito por essa adaptação.

Death Note da Netflix é frustrante em todos os sentidos. Se não você não conhece o mangá/anime, pode ser que goste do filme. Se você conhece, fica a seu critério dizer o que achou desse filme.

 

Adquira os Mangás no site da Amazon – Clique aqui

Lembrando que quando você adquiri atraves dos nossos Links, você estará ajudando no crescimento do nosso blog.

Confira também nosso artigo sobre It, a CoisaClique aqui– pois o novo filme já será lançado agora em Setembro, e você não pode ficar de fora…

Compartilhe esse artigo com os amigos:

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.